10 de ago de 2010 | By: @igorpensar

Espiritualidade Integral (III)

Este é o terceiro podcast da série de reflexões sobre "Espiritualidade Integral". Desta vez falamos sobre o "Princípio de Hospitalidade". Espero que gostem e comentem.








22 comentários:

Maurílio Appolonio disse...

Shalom amado,
Mensagem santa e poderosa, que as nossas comunidades de fé precisam exercitar, como testemunho de amor para os que estão perto e tb os de longe, sem pátria, sem D'us e sem esperança.
Tenho conhecimento na integra desta mensagem maravilhosa, O setimento de que o Eterno está flertando comigo e vice-versa, um convite para a intimidade responsável e prazeirosa.
Como vc mesmo diz que Davi foi chamado homem segundo o coração de D'us pq não houve niguém que desejasse mais construir uma habitação para o Eterno com os homens aqui na terra, a construção do Templo em Jerusalém.Somos parte desta realidade do desejo de D'us, habitação do E.S., quando recemos o IMANU-EL.
Gostaria de em breve fazer este convite para vc e os seus, que no fundo são nossos.Fui seu aluno, irmao do Marcos Apolonio, Igreja Metodista Central de Juiz de Fora.

@igorpensar disse...

Olá Maurílio,

Será um enorme prazer. Continue comentando por aqui no blog.

Abraços,

Aíla disse...

Shalom Mano

Amei!
Você sabe o quanto eu gosto desse tema da hospitalidade e desse texto do Gn sobre Abraão e o três personagens.
Abraços

Dan disse...

Foi assim que eu e meus brods nos sentimos aí na sua casa, mano.
Muito obrigada. Sem mais

@igorpensar disse...

Que gracinha, minha mana Aíla por aqui. Pois é, sou testemunha da graça de Cristo em sua vida, quando nos trazes o café "paroquial" em puro exercício de hospitalidade comunitária. Tem "Shalom" neste cafezinho.

Dan, que bom! Só lamento não ter um espaço mais aconchegante para recebê-los da forma que vcs merecem... Mas, quando hospedamos, o que é deixado pelos hóspedes, dignifica nossa vida, criando uma outra dimensão de existência, para além do tempo e espaço.

Bjs,

INSTITUTO ABBA disse...

Isso tem tudo haver com a nossa grande família, não é mesmo? Estamos aprimorando este conceito desde que você falou dele pra nós quando do estudo do livro de Hebreus. Que bom ouvir mais sobre estes princípios! Um grande abraço!

Daniel Gasparotto disse...

Shalom, Igor! Continue postando seus podcasts com frequência. São sobremaneira edificantes. O Senhor te abençoe!

@igorpensar disse...

Daniell,

Estamos trabalhando neste sentido. Que bom que vc tem gostado. Que Deus em Jesus, por meio de Seu Espírito nos continue agraciando, para darmos continuidade a esta missão de tornar o Messias conhecido.

Anderson e Andréa Bomfim disse...

Saudações em Cristo Amigo!
Parabéns pelo Blog, foi muito bom estar com vc em Uberlândia, estou acompanhando seu podcast, abençoo para que continue aperfeiçoando os santos com a palavra que está em vc. Abraço!

@igorpensar disse...

Anderson,

Para mim que é sempre uma honra tê-lo como amigo e parceiro nesta vocação, de buscarmos uma espiritualidade relevante, em uma Igreja que pede socorro. Que Ele nos equipe para esta missão honrosa. Que façamos tudo "Coram Deo" ou em termos hebraica "Lifnei HaShem", perante Ele.

Em Cristo!

Daniel Ben Iossef disse...

Shalom, Igor!

Pensando a respeito da hospitalidade, podemos inferir, com base em Mateus 5 e 6, que quando um homem se coloca em uma posição de buscar a justiça de Deus - seu conceito de tsedaká, ou das coisas em seus devidos lugares - os efeitos desta justiça o possibilitam a experimentar a hospitalidade do Senhor?

Por exemplo, se no cotidiano eu abro as portas da minha vida ao Senhor, hospedando-o em meus "domínios" de uma forma sincera, eu posso começar a experimentar os efeitos da justiça do Reino?

Desta forma, conforme as palavra de Jesus, eu deixo a ansiedade de lado, pois como hóspede do Eterno Ele me dá o pão, a casa e o chimarrão no meu dia a dia?

Voltamos, neste caso, ao conceito de experimentar a espiritualidade nestas coisas também, pois são os efeitos da justiça do Reino...

É isso mesmo?

Abração do sul

Daniel

Daniella disse...

Olá Igor,

“Intimidade, conforto, proteção é o que Deus nos confia já que somos seus hóspedes.”
Isso é obra de arte pura e genuína, ’não precisa nem se afastar para conseguir ver...’
Perfume inebriante de Deus!!!

Daniella.

Metushelach Ben Levy disse...

Igor,
Mais uma vez agradeço por compartilhar conosco suas sinceras impressões sobre este tema.
No meu humilde entendimento hospitalidade se resume em fazer o bem sem olhar a quem, pois levando em consideração o texto de Mateus 25, no qual Yeshu’a louva a atitude dos benditos de seu Pai por o terem hospedado quando estrangeiro, e a explicação dada no versículo 40 que diz: ” E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. “ , cheguei a conclusão que se fizermos o bem ao próximo sem esperarmos absolutamente nada em troca, estaremos hospedando em nossa realidade aquele que nos hospeda em sua realidade, isto é, da mesma maneira que somos auxiliados pelo Senhor sem sermos merecedores deste auxílio, temos que auxiliar aqueles que necessitam mas são marginalizados,(seja este termos usado de maneira sociológica seja espiritual), desta maneira estaremos refletindo a imagem do Senhor e analogamente estamos o hospedando em nossa realidade por intermédio de nossos atos.
Como sempre já me desculpe pelas viagens em meio as minhas concepções que mal consigo expressar de maneira clara.
Shalom.

Jac disse...

Igor, muito interessante analisar a hospitalidade na Bíblia...
Na verdade só fui capaz de entender a importância disso no Reino de Deus quando vivi na pele né? Ao ser recebida em sua casa, e nas casas dos outros mineiros tão especiais que nos acolheram! Com ctz pude reconhecer nisso a multiforme graça de Deus. E isso tudo me faz pensar que é na hospitalidade que podemos melhor expressar pras pessoas a integralidade da graça de Deus.

Bem, é isso! obrigada mais uma vez.

Abraços pra vc e pra Ju!

@igorpensar disse...

Daniel,

O que é lindo, quando entendemos apropriadamente como a salvação se opera. Quando compreendemos que a causa da salvação é o Senhor e não nossa autonomia, e mais, entendemos que uma vez salvos pelo Senhor, temos condições pro graça de obedecermos sua Palavra e o desejamos fazê-lo. Esta conversa que temos agora sobre obediência voluntária e amorosa, não ocorreria sem graça. Penso que o sermão da montanha (Mt 5-7) é a alma da Torá explicada pelo Messias, lá encontramos referências para uma vida orientada na Lei do Senhor (justiça). Viver o Reino, envolve uma transformação em servos da justiça. Uma submissão voluntária (não recompensatória) aos mandamentos de Deus, como no Eden.

Abraços!

@igorpensar disse...

Levy,

A pegada é esta. Acolhimento! Penso que o princípio de hospitalidade é muito importante para quem deseja transformar a vida em um culto, não limitando-o ao ambiente eclesiástico (que tem uma modalidade de culto também importante). Porém, quando entendemos esta lógica, como no texto de Mt 25 citado por vc, exercemos justiça ao cativo, ao peregrino e ao desamparado. Lembremos que todos os gentios são hospedados em Abraão, na semente dEle, que é Jesus Cristo. Por isso "Avraham" (pai de povos).

@igorpensar disse...

Jac,

Bom tê-la por aqui. Como disse pra Dan é sempre muito bom tê-los por aqui... quando precisar é só gritar!

Um beijo no coração!

Braulio Fantini disse...

Ontem escutei a III parte do seu podcast e logo em seguida fui comentar... parei e resolvi apagar tudo refletir um pouco mais durante o dia de hoje... após "pensar" pude não só entender melhor a hospitalidade mas também no desenvolvimento da mansidão. Hospitalidade sem ter a visão clara de que as coisas são simples e claras e muitas vezes nós acabamos complicando por falta de uma clareza e entendimento destas questões! Recebi no ultimo dia 30 minha família e da Rosi para o niver da Rebeca, na hora de dormir foram 17 pessoas aqui em casa. Foi muito legal, brincamos conversamos e nos divertimos e ainda tinha lugar pra mais uns se fosse necessário. Afinal, eu não tenho nada e sim existe uma casa ao qual eu sou apenas mais um dos hospedes desta casa!

Obrigado por nos fazer "pensar"

Abçs

Rodrigo Rosa disse...

Igor, ao ouvir novamente sobre hospitalidade não pude deixar de ficar sem me lembrar da música "Casa" do Palavrantiga.

Que possamos ter o temor gerado pelo Espírito Santo de sermos hóspedes com Ele em nossa casa, já que tão grande Graça nos é permitida após a morte do seu filho no madeiro! "Deus preferiu essa carne, e não os templos que eu posso construir com minhas mãos!" Tudo isso apesar de não sermos merecedores. Quão grande é a misericórdia de Deus!!!

E que esse relacionamento com Deus venha influenciar a nossa hospitalidade como corpo, uns para com os outros, além do acolhimento de "estrangeiros" que chegarão ao Pai através de Cristo em nossas vidas.

Que sejamos anfritiões do Espírito Santo cmo também hóspedes do Senhor nessa terra de peregrinos!

Shalom!

victor disse...

Opa! Demorei pra comentar aqui, huh? Mas tava complicado fazê-lo. Anyway, here i am!
Sensacional! Mais um tapa na cara da igreja com luva de pelica! Sempre bom estarmos ligados. Nada a acrescentar! Continue com os poadcasts! Estão ótimos!!!!

Estou a espera do próximo!
Abração, cara

ps: mais um vez meu nome foi citado! haaaah! hehehe

Na prática... disse...

Graça e paz!
Esse blog é muito bom mesmo!Parabéns!Que Deus continue abençoando você, para que os leitores sejam abençoados!
Como faço para baixar esses podcasts?É que mal tenho tempo para ouvir pela net,e não sei se é possível baixá-los para ouvir num mp4 ou celular.
Desde já agradeço!
Atenciosamente,
Douglas Carias
Recife-PE

@igorpensar disse...

Olá Douglas,

www.teologo.org/audio/espiritualidade_i.mp3
www.teologo.org/audio/espiritualidade_ii.mp3
www.teologo.org/audio/espiritualidade_iii.mp3

Abraços,
Igor