26 de out de 2006 | By: @igorpensar

Caos Ordenado

O mundo é aparentemente caótico, de fato o pode ser, mas não seria um "caos ordenado", ou uma ordem aparentemente caótica? Por mais que possamos refletir sobre um mundo empírico, onde as coisas acontecem na concretude da realidade. Nosso espírito é ávido para possíveis verdades além dos "fenômenos", além dos limites impostos pelos sentidos. Talvez, há algo que rege, D'us? Possivelmente, talvez Ele esteja tão perto que não o vemos mais, talvez como o céu, que está tão perto que poucos se lembram que ele existe. Talvez, sua transcendência esteja o tempo inteiro permeado nossa realidade, nossas relações.
O mundo pode ser caótico, mas a fixidez de suas leis mostram uma ordem, um equilíbrio e ao mesmo tempo movimentos que fogem às previsões humanas. Variáveis, desconfortáveis de um mundo tão ordenado que nos parece caótico. D-us...

1 comentários:

Ana disse...

Talvez a impressão que tenhamos sobre caos apenas aponte para uma lógica ordenada que não compreendemos, ou não alcançamos, ou, em uma perspectiva de tentativa de domínio, não condiz com aquela lógica que gostaríamos que estivesse ali. Talvez gostemos de outra lógica por simples conveniência e as demais chamemos caos, p´ra simplificar.

O fato é que as próprias ciências chamadas exatas sofrem deste caos ordenado. Suas leis "conflitam". Quem está exatamente certo? Newton ou Einstein? Não seria este "conflitar" um fator puramente humano, centrado na busca humana de entender os porques? Pode então, a falha nas “ciências exatas”, que lhes impõem inexatidão, estar centrada na escolha humana, um quesito puramente caótico se olhado daqui, onde estamos. Porém se olhado dali, onde o Senhor está, é mais do que previsível, é conhecido. Mas qual é a distância de aqui e ali? Nenhuma. Realmente não há o espaço sugerido por muitos filósofos, que não vou citar. Ou há? Há e não há, sim e não, para ser exato.

Na verdade fui testemunha ocular que as leis matemáticas se confundem a tal ponto que, por elas, é possível provar matematicamente que, nela, a ciência exata, existe apenas um número e todos os outros são apenas interpretação daquele primeiro. E sobre este caos de opiniões e escolhas, é fundamentada a ciência matemática, exata.

É o caos, mas possui ordem. Como disse antes: “sim e não, para ser exato”.