12 de ago de 2014 | By: @igorpensar

Sacro Sexo

Sexo tornou-se algo muito "poderoso" em nossa cultura. Poucas coisas não fazem alusão ao intercurso humano. A insinuação erótica está presente em muitas esferas da vida. Mesmo coisas sem qualquer relação com a sexualidade, precisam ser acompanhadas de um tempero de erotismo para terem alguma aceitação cultural. Às vezes, fico pensando, que a "chatice" cristã de valorização da castidade, da vida sexual dentro dos limites do matrimônio, seja, de fato, uma antiga sabedoria para proteger algo de elevada beleza. Enfim, ou o sexo é um ato desprezível, o que me nego a aceitar, ou ele é tão sacro que seja digno de uma moldura moral. Se a segunda opção é a correta, deveríamos considerar seriamente valores cristãos que denunciam como pecado: a fornicação, o adultério, a prostituição e o homossexualismo.

0 comentários: