31 de mar de 2015 | By: @igorpensar

Não Coagula

Semana de intensa reflexão pascal. Corações aquecidos pelo reunião comunitária ao redor do Cordeiro de Deus. Mentes cativas pela paixão e ressurreição. De fato, o cristianismo é uma fé assombrosa, vai de encontro a todas as previsões e divagações.

Os zelotes esperavam uma revolução política, os fariseus uma reformador, os essênios o restaurador do Templo, os saduceus pouca coisa esperavam. Em meio a trevas teológicas, ergue-se o filho de Davi surrado e respingando sangue. Em tosca e farpada cruz levanta-se o Verbo e o Unigênito de Deus.

Que escândalo! Que dor! Nossa fúria, nossa inimizade contra Deus devoraram sua carne. Mas, em cada gesto de violência sobre o galileu Deus salvava o mundo. Cada ação violenta produzia uma reação misericordiosa. Jesus inaugurou com sua cruz a regeneração, a conversão, a fé, a justificação, a adoção, a santificação e a glorificação. Tudo estava lá contabilizado. Da última vez que um cristão orou autenticamente, que se colocou graciosa e providencialmente de joelhos em nome de Jesus, lá na cruz este evento estava contabilizado.

O sangue da cruz não coagula, continua fresco, respingando sobre cada pessoa que no Cristo descansa de suas fadigas.

0 comentários: